Blog de um benfiquista. Fala-se do glorioso (obviamente) mas fala-se também de situações do dia a dia com as quais embirro solenemente.

03
Out 08

Com as devidas homenagens a António Mega Ferreira deixo aqui um texto publicado por ele no Independente, algures entre 87 e 92 (não sei exactamente a data mas sei que foi durante a presidência de João Santos). Este texto extraordinariamente actual passados quase 20 anos sempre representou aquilo que eu sinto em relação ao Benfica. Tenho o recorte de jornal guardado num álbum de memórias e hoje resolvi colocá-lo aqui para que todos o possam apreciar:

 

O BENFICA


Tenho com o Benfica a mais longa e persistente relação afectiva da minha vida: começou exactamente no dia em que nasci, por força de uma exigência e de uma paixão, a de me inscreverem como sócio antes mesmo que eu estivesse em condições de dizer "amen".


O resultado é isto: uma relação sem ambiguidades que define o que a razão não explica, porque eu gosto de tudo no Benfica, a começar pela cor das camisolas. Gosto de mais coisas: gosto que o Benfica seja o único clube de dimensão verdadeiramente nacional, o único que faz o país parar em dia de final da Taça dos Campeões; gosto que no Benfica se sofra com dignidade e se perca com grandeza (até porque, felizmente, no Benfica perde-se poucas vezes...); gosto dessa forma contida com que o Benfica se distingue da arruaça e da polémica gratuita; da serenidade com que ignora a provocação parola dos que lhe invejam o rasgo, de uma certa grandeza no gesto, felizmente retomada nos últimos anos com a presidência de João Santos.


Do que mais gosto no Benfica é do facto de ser o mais retintamente lisboeta dos clubes de Lisboa; vê-se-lhe a águia, enorme, a luzir na Baixa, ouve-se-lhe o esvoaçar, planando sobre a Luz. O Benfica é uma cultura, com os seus cafés, os seus mitos próprios; com a sua glória, a sua memória, as suas saudades. O Benfica é uma imagem feliz e expressiva do País, porque se identificou com o País onde cresceu.


Há, enfim, uma última razão porque gosto do Benfica: sem ele o Sporting não tinha razão de ser. E um Benfica-Sporting é que é a grande festa do futebol português.

publicado por papoila saltitante às 21:55

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
18

19
21
22
23
25

26
28
29
30
31


gloriosaesfera
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Lista blogs futebol
blogs SAPO